painel

sábado, 28 de maio de 2011

                                            Roda de Mironga.

Abram a roda que cheguei para dançar,
Com os pés descalços a poeira levantar.
Abram a roda para o vento eu salvar,
Abram a roda para a guerreira de Oxalá,
Abram a roda para minha saia eu rodar,
Abram a roda para o aruandê eu cantar,
Abram a roda que meu recado eu vou dar,
Abram a roda para o xirê dos Orixás,
Abram a roda que com eles vou dançar,
Abram a roda para os guerreiros guerrear,
Abram a roda  que as espadas vão cruzar,
Abram a roda que as mães vão entrar,
E suas doçuras então mostrar,
Abram a roda para os caçadores caçar,
Abram a roda que o seu ponto vão riscar,
Abram a roda para os velhos trabalhar,
Com suas mirongas eles vão girar,
Abram a roda que a Maria vai entrar,
Para com as crianças brincar,
Fechem a roda que volto já, pois com o
Babá eu vou trabalhar!



             

11 comentários:

  1. Curioso ritual!
    Vc conhece muito bem a dor de se colocar de pé mesmo. Vi logo e clarameente no seu comentário.
    Força para nós!
    Beijos e boa noite querida!
    Carla

    ResponderExcluir
  2. Que musicalidade linda foi dada às palavras!.. Adorei Liberdade!

    Beijocas super em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  3. Aberta a roda, pode dançar!


    UM abraço, Marluce

    ResponderExcluir
  4. olá moça!

    lindo ritual!

    sempre que leio os seus post,
    te imagino uma moça forte,guerreira...
    E esse post explica o porque.
    parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Dança das palavras que formou um lindo poema. adorei seus versos. Parabéns. Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Adorei! E entrei ao abrir da roda.
    Não podia deixar passar a oportunidade (rss).
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. LIBERDADE

    Do interessante poema, diria composição, achei belo, com um ritmo agradável mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Leva-me nos teus voos...!!!


    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  9. Concordo com você. Realmente o salário do momento é a saudades.

    Ótimo fim de semana.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá amiga!
    Nossa que poema cheio de ginga.
    Interessante.
    Beijinho

    Fernanda

    ResponderExcluir
  11. olá!
    quando for nesse roda me chama!

    ResponderExcluir